domingo, 21 de maio de 2017

CEMITÉRIO DE PONTA DA SERRA AGORA TEM NOME OFICIAL



O Sr. Prefeito Municipal de Crato José Ailton de Sousa Brasil acaba de sancionar neste dia 18.05 a  LEI Nº 3.266/2017 denominando  de Cemitério de Nossa Senhora do Perpétuo do Socorro, o Campo Santo localizado na sede do Distrito de Ponta da Serra, atendendo ao Projeto de Lei Nº 0704001/2017 de autoria do Vereador Antonio de Mano, aprovado na Câmara Municipal  nestes dias.  Veja o teor da lei.



LEI
LEI Nº 3.266/2017 CRATO/CE, 18 DE MAIO DE 2017
EMENTA:Oficializa a denominação de Cemitério de Nossa Senhora do Perpétuo do Socorro, o Campo Santo localizado na sede do Distrito de Ponta da Serra,
Município de Crato, Estado do Ceará e dá outras providências.
O Prefeito Municipal do Crato, Estado do Ceará, no uso das atribuições que lhes são conferidas por Lei, faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu
sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º. Fica oficialmente denominado de Cemitério de Nossa Senhora do Perpétuo do Socorro, o Campo Santo localizado na sede do Distrito de Ponta da
Serra, Município de Crato, Estado do Ceará.
Art. 2º. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Paço da Prefeitura Municipal do Crato/CE, Gabinete do Prefeito, em 18 de maio de 2017.
JOSÉ AILTON DE SOUSA BRASIL Prefeito Municipal


JUSTIFICATIVA DO NOME CEMITÉRIO DE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO DE PONTA DA SERRA – Por Antonio Correia Lima(Historiador)


Como historiador gravei em minha mente uma história que me foi passada por uma prima que me falou que sua mãe sempre comentava de que na passagem da Casinha de Oração construída pelo vaqueiro José Bernardo Vieira, ainda no final século  XIX, para  atual capela  no início da década de 1930,  hoje sede de paróquia, algumas famílias sugeriram a substituição de São José  por Nossa Senhora do Perpétuo Socorro como padroeira o que não foi aceite pela maioria dos fiés daquela época.
Tenho dito que fiz um fuxico aos pés do altar bem em frente às imagens dos dois santos, e fiquei com a consciência pesada, e até acreditando que a referida santa deve ter pensado: “mas que velho mais fuxiqueiro”.
Sobre o Cemitério Público de Ponta da Serra sabe-se que foi construído nos primeiro anos da década de 1950, permanecendo por todo esse tempo sem patrono, isto é, sem nome, e nos últimos dias deste ano que se passou fui procurado pela jovem Gerlândia  cuidadora do referido cemitério para providenciar uma campanha para um nome ao nosso Cemitério, de preferência o de uma Santa. E foi aí que me veio na mente o caso aqui relatado, e procurando o nosso vigário Padre Ricardo lhe falei que havia me lembrado de N.S. do Perpétuo Socorro e ele me falou que era o nome ideal, tendo o mesmo colocado no momento de uma missa essa sugestão, e a maioria dos fiés concordaram com o nome.
Vale salientar que desde  a construção da atual capela a imagem da referida santa está no altar ao lado de São José.
Vejamos um pouco sobre a história desta santa que no Brasil afora é nome de muitos cemitérios , assim como a N. S. da Piedade que deu nome ao Cemitério da  cidade do Crato.   

HISTÓRIA DE NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é um título que os cristãos deram a Maria em homenagem e agradecimento à sua atenção constante e perpétua para com a humanidade. Perpétuo socorro quer dizer socorro eterno, socorro sempre. Sempre que precisar. Socorro de Mãe. A mãe nunca esquece o filho, nunca abandona os filhos. Assim é o Perpétuo Socorro de Maria.
Um homem que ganhava a vida como comerciante roubou a imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro no século XV. Sua intenção era vendê-la em Roma. Durante a travessia do mar Mediterrâneo, uma violenta tempestade quase fez o navio naufragar. Após chegar em Roma, ele adoeceu. Arrependido, contou a um amigo sua história e pediu para que ele devolvesse o ícone  a uma Igreja para ser venerado pelos fiéis.
A esposa desse amigo não quis devolvê-la, mas, após ficar viúva, Nossa Senhora apareceu a sua filha de seis anos e lhe disse para colocar o quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em uma Igreja, ou na Igreja de São João Latrão ou na de Santa Maria Maior. No dia 27 de março de 1499 o ícone foi entronizado na Igreja de São Mateus, ficando lá por mais de 300 anos ( Fonte: http://www.cruzterrasanta.com.br/historia-de-nossa-senhora-perpetuo-socorro/49/102/#c).